Confira cinco dicas para alavancar as vendas digitais na Black Friday
Confira cinco dicas para alavancar as vendas digitais na Black Friday

Data “importada” dos Estados Unidos, a Black Friday já possui grande relevância no Brasil, sendo considerado um dos períodos mais importantes para alavancar as vendas no varejo. Em um ano atípico por conta da pandemia, as projeções para a edição deste ano, que vai acontecer no dia 27 de novembro, são ainda mais positivas.

Com a reabertura gradual de lojas físicas em todo o país, a expectativa é de uma movimentação mais representativa no comércio digital. Segundo dados da empresa americana AppsFlyer, os downloads de aplicativos de compras no Brasil cresceram 100% durante a pandemia, o que se traduz no movimento de vendas. De acordo com o Compre&Confie, o e-commerce brasileiro faturou R$ 9,4 bilhões em abril, um aumento de 81% em relação ao mesmo período do ano passado.

Para estimar um cenário assertivo em relação à próxima Black Friday, é importante olhar para a performance das últimas datas sazonais que aconteceram durante o isolamento social. Ainda segundo o Compre&Confie, houve aumento de 123% de compras no e-commerce para o Dia das Mães em relação a 2019. A alta de transações no ambiental digital também foi sentida na Páscoa e no Dia dos Namorados.

Esses números comprovam que a Black Friday de 2020 representa uma enorme oportunidade para as vendas virtuais. A migração para o online cria novos pontos de contato e identificação entre marca e clientes. Para aproveitá-los, as marcas precisam traçar planejamentos estratégicos considerando o comportamento de seu público-alvo e buscando formas de se conectar com ele durante toda a jornada de compra. O segredo está em entender e entregar a experiência desejada.

Um estudo do Google revelou que 43% dos brasileiros ainda preferem fazer suas compras online e que 80% dos consumidores estão procurando meios de fazer compras sem contato físico. São inúmeras as oportunidades para o e-commerce. Esse dado também comprova que o movimento das compras online não é passageiro, mas sim uma tendência de consumo que se acentuou com a pandemia e deve continuar em uma crescente em um futuro próximo.

 

Confira cinco dicas para alavancar as vendas das empresas no e-commerce durante a Black Friday:

 

1 – Negocie bons descontos com os fornecedores

Assim é possível oferecer preços ainda mais baixos para os consumidores finais, sem diminuir a margem de lucro da empresa. Com valores menores, existe a possibilidade de aumentar as vendas e terminar o período com um faturamento acima do esperado.

 

2 – Faça um estoque dos produtos que pretende colocar em promoção

Um dos grandes erros das marcas no período é subestimar as promoções. É preciso estar preparado caso haja uma explosão de vendas para evitar atrasos nos prazos de entregas e a insatisfação dos clientes.

 

3 – Verifique se a plataforma de e-commerce tem boa performance e suporta uma grande quantidade de acessos

Outro ponto de atenção é verificar se a plataforma para as vendas online suporta picos de tráfego. Várias são as reclamações de clientes por instabilidade e erros no site em razão da grande quantidade de acessos. Faça melhorias antes e se certifique de que, em caso de alto fluxo, a excelência do serviço será mantida.

 

4 – Busque oferecer uma experiência personalizada aos clientes que acessam o site

Conhecer os interesses e comportamentos do público-alvo é fundamental. O marketing digital oferece essas análises de ponta a ponta da jornada de compra, contribuindo para entregar a melhor oferta para determinado usuário no momento ideal.

 

5 – Prepare um enxoval de canais de mídia e anúncios otimizados e não deixe de pensar na questão da logística

A Black Friday pode, e deve, ser uma grande alavanca para os negócios. Por isso, é importante fazer um planejamento detalhado das ações pré, durante e pós evento para aproveitar todos os canais de contato com o público e multiplicar, não só os resultados de vendas, mas também de imagem positiva da marca.

Fonte: Ecommerce Brasil