A Verdade sobre a BLACK FRIDAY 2020
A Verdade sobre a BLACK FRIDAY 2020

O assunto de hoje é a Black Friday 2020. Mas esse não é só mais um artigo sobre estratégias ou táticas para vender mais. Hoje vamos falar sobre o momento que o mercado está vivendo e os desafios da Black Friday deste ano.

 

Levando em conta que estamos vivendo um ano em meio a uma pandemia, o mercado de Ecommerce tem tentado crescer e absorver cada vez mais participação no varejo tradicional, o que é excelente em vários aspectos.

 

Porém, existem outras questões, específicas das particularidades desse ano, que não estão sendo ditas por aí quando se trata de Black Friday, e nós do EnP não poderíamos deixar de falar.

 

Caros leitores, como todo mundo sabe, esse ano passou de uma forma muito acelerada por conta da pandemia e o mercado de Ecommerce cresceu muito durante esse período, seja por conta das lojas tradicionais fechadas ou mesmo pela mudança dos hábitos de consumo do brasileiro.

 

Durante todo esse período, aconteceu todo um movimento de liquidação, de queima de estoque, de queima de matéria prima…

 

Porém, em paralelo a isso, não aconteceu a mesma movimentação para a reposição desse estoque, muito menos um movimento de aumento da escala industrial.

 

E é aí que coisa complica um pouco, pois esses fatores trazem a tona uma realidade desafiadora para o mercado de Ecommerce, principalmente com a Black Friday 2020 chegando…

 

Além dessas questões, em paralelo a tudo isso, o dólar aumentou muito no mundo todo…

 

E essa alta também influenciou negativamente nesse quesito, seja para quem importa produtos, seja para quem compra matéria prima de fora…

 

Mas o que a Black Friday tem a ver com isso?

A realidade de hoje é que o varejo segue muito poderoso e muito movimentado, mas há uma grande verdade, que está sendo ignorada por muitos.

 

Quem está realmente por dentro dos movimentos do mercado sabe que nós não temos hoje a mesma quantidade de oferta de produtos nem possibilidade de escala industrial que nós tínhamos há 6 meses.

 

Se há 6 meses o varejo vivia uma crise de demanda, em que as pessoas não podiam sair para comprar, hoje ainda não há uma crise de oferta, mas se não houver a devida atenção, é possível que tenhamos um problema de oferta.

 

O mercado do varejo hoje não está com produto suficiente para para ficar sobrando nas prateleiras ou no estoque.

 

Basicamente, a indústria está trabalhando com a sua capacidade máxima para tentar suprir essa demanda…

 

E mesmo assim, está faltando matéria prima num custo acessível para essa produção.

 

Sem contar que as importações não estão vindo na velocidade que a gente gostaria, o que faz com que as empresas não consigam acumular um grande estoque para a Black Friday 2020.

A Verdade sobre a BLACK FRIDAY 2020

A Verdade sobre a BLACK FRIDAY 2020

13 DE NOVEMBRO DE 2020 por CAMILA CANABARRO DEIXE UM COMENTÁRIO

 

Compartilhar

Compartilhar

Twittar

Pin

0COMPART.

O assunto de hoje é a Black Friday 2020. Mas esse não é só mais um artigo sobre estratégias ou táticas para vender mais. Hoje vamos falar sobre o momento que o mercado está vivendo e os desafios da Black Friday deste ano.

 

Levando em conta que estamos vivendo um ano em meio a uma pandemia, o mercado de Ecommerce tem tentado crescer e absorver cada vez mais participação no varejo tradicional, o que é excelente em vários aspectos.

 

Porém, existem outras questões, específicas das particularidades desse ano, que não estão sendo ditas por aí quando se trata de Black Friday, e nós do EnP não poderíamos deixar de falar.

 

O Bruno de Oliveira, CEO do Ecommerce na Prática, fala mais sobre esse assunto nesse vídeo aqui:

 

 

Se você quiser ficar por dentro de todos os bastidores da Black Friday desse ano, fique com a gente até o final deste artigo.

 

Precificação inteligente

Descubra como encontrar o preço ideal para seus produtos para lucrar de verdade!!

 

Caros leitores, como todo mundo sabe, esse ano passou de uma forma muito acelerada por conta da pandemia e o mercado de Ecommerce cresceu muito durante esse período, seja por conta das lojas tradicionais fechadas ou mesmo pela mudança dos hábitos de consumo do brasileiro.

 

Durante todo esse período, aconteceu todo um movimento de liquidação, de queima de estoque, de queima de matéria prima…

 

Porém, em paralelo a isso, não aconteceu a mesma movimentação para a reposição desse estoque, muito menos um movimento de aumento da escala industrial.

 

E é aí que coisa complica um pouco, pois esses fatores trazem à tona uma realidade desafiadora para o mercado de Ecommerce, principalmente com a Black Friday 2020 chegando…

 

Além dessas questões, em paralelo a tudo isso, o dólar aumentou muito no mundo todo…

 

E essa alta também influenciou negativamente nesse quesito, seja para quem importa produtos, seja para quem compra matéria prima de fora…

 

Mas o que a Black Friday tem a ver com isso?

A realidade de hoje é que o varejo segue muito poderoso e muito movimentado, mas há uma grande verdade, que está sendo ignorada por muitos.

 

Quem está realmente por dentro dos movimentos do mercado sabe que nós não temos hoje a mesma quantidade de oferta de produtos nem possibilidade de escala industrial que nós tínhamos há 6 meses.

 

Se há 6 meses o varejo vivia uma crise de demanda, em que as pessoas não podiam sair para comprar, hoje ainda não há uma crise de oferta, mas se não houver a devida atenção, é possível que tenhamos um problema de oferta.

 

O mercado do varejo hoje não está com produto suficiente para para ficar sobrando nas prateleiras ou no estoque.

 

Basicamente, a indústria está trabalhando com a sua capacidade máxima para tentar suprir essa demanda…

 

E mesmo assim, está faltando matéria prima num custo acessível para essa produção.

 

Sem contar que as importações não estão vindo na velocidade que a gente gostaria, o que faz com que as empresas não consigam acumular um grande estoque para a Black Friday 2020.

 

O que isso significa para o seu negócio?

A grande questão em relação a isso é que você saiba se vai conseguir repor esse estoque após a Black Friday, pois será fundamental avaliar muito bem isso antes de difinir qual vai ser a sua estratégia…

 

Até porque se você ficar sem produto para vender após a Black Friday, isso pode significar um problema maior, a longo prazo, do que não vender na Black Friday.

 

Ao longo desse texto, nós vamos te explicar todas as questões por trás disso.

 

Para não cair em nenhuma armadilha nessa Black Friday, é preciso fazer as seguintes perguntas:

 

Como está a sua produção hoje? Qual a quantidade do seu estoque hoje? Como está a produção do seu fornecedor?

Antes de definir qual será a sua estratégia, você precisa ser capaz de responder essas perguntas para avaliar como se posicionar na Black Friday.

 

Vamos te dar um exemplo:

Vamos supor que você venda 100 mil reais agora e o custo dessa mercadoria seja de 70 mil.

 

Se o preço de reposição desse estoque for maior de 100 mil, você terá vendido o produto mais barato do que vai custar a reposição dessa mercadoria mais adiante.

 

Esse exemplo pode parecer um tanto absurdo de imaginar mas a realidade é que isso já está acontecendo em vários segmentos…

 

O que nós estamos dizendo com esse raciocínio é que, esse ano, a Black Friday 2020 não será de quem conseguir dar o maior desconto, mas sim de quem tiver a maior quantidade de produtos para vender.

 

Ou seja, essa será a Black Friday do estoque e não a Black Friday do preço.

E como fica o consumidor na Black Friday 2020?

O consumidor certamente ficará frustrado com os descontos oferecidos nos produtos campeões de venda.

 

Acontece que dificilmente vai ser possível oferecer descontos de 50% ou 70% nesses produtos, sem levar em conta a reposição do estoque mais adiante…

 

Por essa razão, nós apresentamos três estratégias valiosas que podem ser usadas na Black Friday 2020:

 

Entenda quais são os produtos que não poderão ser vendidos com grandes descontos. Esses produtos são aqueles que você não vai conseguir repor com facilidade, seja pela falta ou pelo aumento do preço de custo.

Descubra quais são os produtos que estão parados no seu estoque e dê bons descontos neles. O caixa será o rei do momento atual. Se os produtos encarecerem no fim do ano e o fornecedor tiver uma oferta muito maior do que ele consegue entregar, ele vai priorizar quem paga à vista. Ou seja, ter dinheiro em caixa será uma grande vantagem.

Peça para o seu fornecedor te apresentar todos os produtos que ele tem encalhados e não consegue vender e pense em formas de fazer uma parceria com ele para queimar esse estoque.

A Black Friday 2020 pode ser um sucesso

Nós te mostramos nesse artigo como pensar de uma forma diferente na Black Friday 2020 para não cair nas armadilhas.

 

Com essas dicas, você pode ir além do senso comum e pensar de forma macro no seu negócio…

 

Não pense apenas no percentual de desconto para bater recorde em vendas esse ano, mas sim em como aproveitar a Black Friday 2020 para vender produtos que estão parados e colocar o dinheiro para girar.

 

E você? Conta para a gente como você está se planejando para a Black Friday desse ano e quais estratégias vai usar?

 

Outra coisa: como anda a organização da sua empresa? O seu fluxo de caixa está em dia?

 

O fluxo de caixa pode ser um dos grandes pesadelos dos empreendedores, mas é importante que você não se sinta impotente diante desse desafio…