As estratégias de grandes e-commerces para vender mais
As estratégias de grandes e-commerces para vender mais

Praticidade, menores preços e melhores condições de pagamento são alguns dos motivos que levam 82% dos brasileiros a preferirem fazer suas compras de forma online, segundo levantamento feito pela NZN Intelligence. Nosso país, por exemplo, é considerado o terceiro no mundo a fazer mais compras através da internet.

 

Por outro lado, olhando sob a perspectiva do mercado, ou melhor, das empresas, o cenário brasileiro de e-commerces ainda está em expansão e oferece muitas oportunidades de negócio. Não à toa, vimos um aceleramento das vendas online por causa da pandemia da Covid-19.

 

Segundo a pesquisa da Sociedade Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), em parceria com Compre&Confie, o faturamento do comércio eletrônico brasileiro ultrapassou a marca de R$ 41,92 bilhões, em 2020.

 

Os maiores e-commerces no Brasil e no mundo

Em um relatório de 2018 divulgado pela Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo (SBVC), percebemos o crescimento de grandes marcas dentro do e-commerce no Brasil.

 

Neste estudo constam as 50 maiores empresas de e-commerces do país e, dentre elas, as três primeiras classificadas. Em primeiro lugar a B2W Digital, representando as lojas Submarino, Shoptime, Americanas e Sou Barato, em primeiro lugar. Seu faturamento foi de R$ 8,7 bilhões ao todo.

 

Em segundo lugar ficou a Via Varejo, representando as lojas Casas Bahia, Ponto Frio e Móveis Bartira — com um faturamento de R$ 4,9 Bilhões. E em terceiro lugar a grande rede Magazine Luiza, como uma das maiores promissoras dos próximos anos no mercado eletrônico. Na ocasião, a Magalu representou um faturamento de R$ 4,3 Bilhões.

 

E quando falamos sobre o mercado internacional, a nível mundial, temos nomes como a Amazon, representando um faturamento líquido de US$ 117,9 Bilhões em vendas. Logo depois, vemos a Alibaba Holding Group, originário da China, com um faturamento médio de US$ 30,7 Bilhões.

 

As estratégias de grandes e-commerces para vender mais

Inovação tecnológica

Estamos em um mercado altamente competitivo e que sofre atualizações constantemente. Por isso é preciso estar por dentro do que há de novo. Trata-se de um dever de todo executivo, principalmente quando falamos em questões de tecnologia e inovação.

 

Conhecer esses pontos fará com que você consiga elaborar novas estratégias de marketing e vendas. E, a partir disso, se tornar referência para os seus consumidores e gerar ainda mais valor para a sua marca.

 

Logística

O mercado atual é do imediatismo, onde consumidores desejam receber suas compras de forma quase que instantânea. Por este motivo, entregar o quanto antes o seu produto será uma ótima forma de ganhar pontos com os seus clientes.

 

Para tal, é necessário um grande plano de logística e de escala para fazer com que as suas estratégias de crescimento tenham resultados.

 

Experiência do consumidor

Para um e-commerce vender mais, é de suma importância que, além de pessoas navegando pelo site, o negócio esteja pensando na experiência de compra deste cliente.

 

Assim, recomendo pensar no cruzamento de canais de vendas e implementar estratégias de omnichannel. Afinal, o novo consumidor quer transitar por diversos canais antes de comprar diretamente no e-commerce.

 

Investir em marketing digital

Estar online é obrigação para todo negócio que deseja crescer. Por isso é crucial o investimento em ótimas estratégias de marketing digital.

 

Tráfego, engajamento, conversão e retenção são ótimos pilares a serem seguidos para um processo de vendas assertivo na Internet. Além disso, é importante saber investir em canais que irão te trazer um ótimo retorno.

 

Os maiores e-commerces e players do mercado estão diariamente olhando para esses quatro pontos citados acima. Por isso, reforço que você também deve estar atento se quiser vender mais e escalar os seus resultados.

 

Uma dica valiosa: coloque o seu cliente no centro de toda sua estratégia. É a partir dele, compreendendo suas dores, que você poderá fazer a sua empresa vender cada vez mais.

Fonte: Ecommerce Brasil